Quinta relax no Blog…

Love Baloon

O ano está indo, mas continuamos aqui com uma penca de canções importantes nesse ano de 2017… e hoje vamos de triplex com três baladas.

Na abertura, uma dos Commodores que resgatei esse ano. Uma balada linda… suave… quase gorjeante. THIS IS YOUR LIFE é de 1975, mas ouvi esse ano num dos programas noturnos da Antena 1 de São Paulo. Resgatei-a imediatamente dos meus arquivos para fazer tocar no player do carro. E valeu muito a pena. É uma daquelas melodias que a gente curtia para dançar coladinho nas festinhas… deliciosa!

Eis que oito anos decorrem entre THIS IS YOUR LIFE e a que vem agora… a segunda desse triplex é uma versão exclusiva de TIME AFTER TIME, com Cyndi Lauper. Vocês não vão achar essa mix por aí. Notem a abertura com a batidinha seca e, em seguida, os teclados limpos… linda. Vocais de Cyndi diferentes… na verdade essa é uma das versões demo que dei uma “ajeitada”. Essa é clássica e também era perfeita para as festinhas.

Fechando, uma outra mix exclusiva aqui do Blog… uma versão bem diferente, mas em cima da original. Genesis em uma de suas melhores baladas: IN TOO DEEP. Um dos melhores refrões dos anos 80… dispensa comentar mais. Enjoy!

Quer baixar o set para curtir? Clique no link… faça o download… descomprima o arquivo… pronto. Agora é viajar… enjoy!

TRIPLEX DE FINAL DE ANO 12

Anúncios

Triplex de viradas com música negra…

Resultado de imagem para imagem black music

Quarta-feira tranquila essa… pelo menos pra mim. Então vamos de uma trinca de sons que surgiram ou reapareceram este ano… todas mixadas.

Abrindo, uma linda de Lee-o, que me foi apresentada no Natal pelo grande amigo-irmão Batista. Um charme originalmente lançado em 1996, mas que ganhou remix de Fernandinho DJ em 2004. E é a versão que começa nosso set… HOW CAN I.

Seguindo uma ótima do Fifth Harmony feat TY Dolla $ign e a deliciosa e mecânica WORK FROM HOME. Tocou muito na Rap FM…

Fechando uma versão refeita esse ano para a clássica I’M IN LOVE de Lillo Thomas… batidinha deliciosa e a suavidade desta pérola que foi lançada originalmente em 1987. Atualizada, nem parece… música boa não tem idade!

Para baixar esses quase onze minutinhos e meio de preciosidades, clique no link abaixo, baixe, descomprima e curta…

TRIPLE DE FINAL DE ANO 11

Triplex com três que tocaram em rádios pelo planeta…

Imagem relacionada

Algumas rádios pelo mundo ainda tocam muita música boa, e, com a internet, hoje temos acesso a um universo musical que ainda é pop, mas bem diferente daquilo que toca no Brasil. Porém, algumas canções tocam, inclusive em algumas emissoras daqui. Nesse triplex, separei três dos melhores pops que tocaram em rádios pelo planeta neste ano.

Na faixa 1 desse set, a deliciosamente reggaeada FEELS, com Calvin Harris, Pharrell Williams, Katy Perry e Big Sean. Aqui curtiremos a video version e todo o seu estilo swingado com as ótimas intervenções vocais de Pharrell e Katy. Essa eu conheci na Veronica FM da Holanda, uma das melhores pra mim quando o assunto é diversificar no gosto musical.

Faixa 2: Bruno Mars… esse tem linhagem. Faz música pop boa e suga muito na fonte de Michael Jackson. THAT’S WHAT I LIKE é um daqueles sons comerciais que seguem essa cartilha. A marcação da música é ótima e tem, sim, muito das coisas dos anos 80 e 90. Ouvi essa pela primeira vez na Kiss FM de Londres, da qual sou fã desde os anos 80.

Fechando, a faixa 3… essa só podia ter ouvido na WBLS de Nova Iorque… e foi nela mesmo onde conheci. Charlie Wilson e o rapper TI com a bela I’M BLESSED. Essa música tem um clima delicioso e o título diz muito… que sejamos sempre abençoados com as melhores harmonias nesse ano que está prestes a chegar…

Quer baixar esse set de pouco mais de onze minutinhos? Clique no link abaixo, baixe, descomprima e sintonize nessas que, para mim, foram das melhores que tocaram no universo pop das rádios pelo mundo. Enjoy!

TRIPLEX DE FINAL DE ANO 10

Manhã de Natal…

Resultado de imagem para imagem natal chegando

Amanheceu… Papai Noel passou por aí? Aqui em casa, ele não falha… Sarinha ainda não acordou, mas eu já vi na árvore que ele passou. Ela sempre deixa um lanchinho e um leitinho para ele… e ele merece!

Vamos de lindas canções de Natal? Separei três que me emocionam de verdade… A primorosa interpretação de Elvis Presley para I’LL BE HOME FOR CHRISTMAS, em que ouvimos e não há como não se imaginar não chegando em casa para a ceia de Natal. Aí vem Paul McCartney e os Wings com a adorável WONDERFUL CHRISTMAS TIME. E encerra com a versão remix de Jim Needles para Chris Rea e DRIVING HOME FOR CHRISTMAS.

Essas três são impecáveis… voltam todos os anos aqui em casa, junto com o filme O Expresso Polar, de Spielberg.

Vai subir no trenó para baixar? Basta clicar, baixar, descomprimir e curtir…

TRIPLEX DE FINAL DE ANO 9

Domingo à noite? Que tal um triplex de “novas velhas” baladas?

Resultado de imagem para imagem love

Vamos de lentinhas hoje… um triplex com três regravações de clássicas, que conheci em 2017. São versões que ficaram lindas…

Conhecem Kandace Springs? É uma negra maravilhosa, que toca teclados numa suavidade ímpar e que foi descoberta por Prince. E é de Prince a balada que ela regravou e abre esse set de hoje. THE BEAUTIFUL ONES é “a” balada de Purple Rain! Lembro de ouvir repetidas vezes à época em que comprei a trilha sonora. É um de meus discos favoritos de todos os tempos. Essa versão que posto aqui é muito suave e ressalta bem o estilo de Kandace.

Seguindo, uma outra regravação suave… desta vez, mais próxima do estilo da original. Francesca Gramegna e uma versão muito bonita para MY LOVE, originalmente gravada por Paul McCartney logo após o fim dos Beatles. Francesca faz uma belíssima interpretação nessa versão que saiu esse ano… é incrível como MY LOVE alimenta gerações e, a cada época, rende versões lindas. É a prova de que a canção é verdadeiramente perfeita.

Fechando, IT MIGHT BE YOU numa versão linda com Gordon Chambers. Essa é uma das baladas mais ternas, na minha opinião. É simples, direta e muito romântica… e essa versão de Chambers, mais acústica, deu um gosto mais rhythm and blues à canção. É uma das dez músicas mais lindas de 1982… e, aqui no blog, volta sempre.

Vamos fechar a tampa desse triplex que Papai Noel já está acenando… baixe clicando no link abaixo, depois descomprima e curta.

TRIPLEX DE FIM DE ANO 8

Sábado é dia de triplex com coisas do Brasil!

piano

Nosso triplex de sábado vai de música nacional com três descobertas desse ano que está indo.

Todas vez que abrimos o baú das coisas que vieram ou se inspiraram nos anos 80, temos a certeza de que sairão grandes lembranças e melodias que, ainda que não sejam as versões originais, ainda vão afetar muito nossos ouvidos. São coisas que parecem vir de um lugar especial…

Abrindo, uma de Ed Motta que me foi apresentada pelo meu grande amigo Batista. Após mais uma session de música muito boa, ele me traz PLAY THINGS OF LUV. É uma música sensacional e linda, que foi lançada no álbum de 2013 do cantor. Inspiradíssima nos anos 80, mais especificamente em Christopher Cross. Tão harmonicamente inspirada em Christopher Cross que, depois de ouvi-la, estávamos catando o CD que continha a melodia que inspirou Ed. Música inspirada tem dessas coisas… notem que o tecladinho tocado tem muito da harmonia de THE LIGHT IS ON de um dos álbuns de Cross dos anos 80. Que fonte incrível essa em que Ed Motta foi beber. Uma das grandes canções nacionais… já está na prateleira!

Seguindo, uma versão de NÃO ME ILUDA com Thalma Freitas que não conhecia até esse ano. Essa versão é de 1997… como uma boa garimpagem, em discos de gente boa, nos fazem achar coisas assim. Deliciosa versão… suave como a letra pede, e com um swing que inspira. Aliás, a versão original com o Cinema À Dois é uma de minhas favoritas nacionais de todos os tempos. Que bela “velha novidade”, como somente a música nos proporciona…

Terceira e última de hoje… Djavan! Uma remix que curto muito no carro… NERECI na versão de DJ Marky chamada Boogie Rework. Boa demais… a original é de um disco desse brilhante conterrâneo de 1978. Tocou muito… lembro de ouvir em Maceió. A levada dessa versão atualiza uma harmonia, que antes achava muito regional, para a eternidade do soul. Uma das grandes versões desse ano com um dos nossos melhores e mais eternos intérpretes.

Sábado com coisa brasileira? Quer baixar? Então clique no link abaixo, faça o download, descomprima e curta…

TRIPLEX DE FINAL DE ANO 7

Hoje é sexta-feira!

Resultado de imagem para imagem copo de cerveja

Sem muito papo, afinal hoje é sexta, preparei um set mixado para o triplex de hoje. São três clássicas remixadas nesse ano, em viradas deliciosas…

A primeira é o Odyssey, com a versão comemorativa de 40 anos de NATIVE NEW YORKER. Simplesmente linda… seguindo, temos outra remix desse ano para YOU KNOW HOW TO LOVE ME, com Phyllis Hyman… fechando, minha dupla favorita: Hall & Oates e uma nova mix para PRIVATE EYES.

Set mixado especial de sexta-feira… clique, baixe, descomprima e curta. Só tem coisa boa…

TRIPLEX DE FINAL DE ANO 6

Oba! Quinta-feira… já dá pra sentir o cheirinho do fim de semana…

Ella

Já enxergamos o fim de semana… então, podemos fazer a trilha. Nesse triplex, vamos abrir com ninguém menos que Shalamar de música novinha. Que delícia falar de um grupo que estourou na virada dos anos 80, voltado e lançando coisa boa. THE REAL THING é linda! Enjoy!

Aí vem outro ícone… Ella Fitzgerald com uma nova remix desse ano para WAIT TILL YOU SEE HIM. Essa versão é sensacional, com uma levada moderna e de muito swing. O vozeirão de Ella vale qualquer evento… é ímpar… poderoso… cheio de variações que só provam, ainda mais, a distância dela para os demais mortais.

Vamos encerrar essa viagem com uma remix nova para uma linda de Sade… essa musica é especial. Como tudo que ela lançou, tem uma classe diferenciada, mas uma harmonia e uma melancolia que fazem a gente voltar para aquelas tardes de rádio na metade dos anos 80. WHEN AM I GOING TO MAKE A LIVING madura e primitiva, ao mesmo tempo. É Sade Adu! Mais uma que nos faz sentir sorte por ter surgido em nossa geração.

Baixar esse set? Clique, faça o download, descomprima e curta…

TRIPLEX DE ANO NOVO 5

Vencemos meia semana…

Barra

Quarta-feira no ar e mais três preciosidades musicais. Essencialmente, vamos voltar um bocadinho no tempo. Mas vai ser com muita classe…

Level 42 abre o triplex dessa quarta-feira. Tocando uma extended version de 1981, mas que ganhou uma ótima versão remasterizada em 2017. E é essa que ouvimos aqui… como sempre, a banda prima no seu baixo e nos arranjos de teclados. TURN IT ON é um dos pops mais classudos daquele ano e tocou muito em rádio. Música divertida e com gosto de coisa comercial das boas, como só os anos 80 conseguiam.

A segunda é uma versão nova do próprio Dayton para a sua clássica THE SOUND OF MUSIC. Nessa mix, há uma pegada extremamente jazzística, com uma guitarrinha no melhor estilo George Benson. Como o próprio título diz, essa é uma música que valoriza a sonoridade. É a ideia que sempre tive: quando a música é harmônica, a gente até permite uma letra não tão melódica. THE SOUND OF MUSIC consegue ser perfeita nesse critério.

Terceirando esse triplex, eis que surge uma remix nova para uma das grandes baladas de 1979. Ron Matlock e a porrada de I CAN’T FORGET ABOUT YOU numa edit totalmente em cima da versão original. Lembro que ouvia bastante essa música nas madrugadas da Nacional de Brasília, lá pelos idos dos ano 90. A batida forte e sincopada dão um tempero extra à melodia datada… deliciosamente datada. O arranjo é sensacional e torna essa mais uma daquelas que vamos guardar sempre.

Para ter esse set com pouco mais que vinte minutinhos e meio, clique no link abaixo, faça o download e descomprima o arquivo…

TRIPLEX DE ANO NOVO 4

Terça-feira com música boa…

H2O

Abrindo o nosso expediente nessa terça, vamos de mais três belas canções que curtimos esse ano…

Muitos já sabem que Hall & Oates são minha dupla favorita de todos os tempos. Desde os anos 70, acompanho o trabalho deles. Muitas clássicas já passaram aqui pelo blog… muita remix de eternas pérolas oitentistas… e quem não lembra de MANEATER, do álbum H2O de 1982? Aqui uma versão desse ano, numa levada mais lenta e deliciosamente harmônica. Ouvindo essa remix, vai ficar mais claro porque muita gente considera a versão original um reggae. Trabalhos abertos, então…

Em seguida, uma que estreou no mundo esse ano. James Fortune e Fiya, com IT GETS BETTER, lembram os hinos que são feitos para levantar o astral. Essa é mais uma delas. Positiva, cantada em crescente e com um vocal rap ótimo de Fortune. Daquelas que não podem faltar numa confraternização de gente com gosto musical refinado.

A última é muito bonita… um dos melhores charmes desse ano. Com produção de r&b clássico… daqueles que curtimos muito na Mundial AM do Rio. James Day é melódico demais em IT’S ALL DIVINE! Especialmente nessa versão, a Boogie Back Remix. A linda voz que interpreta a canção é a linda Trina Broussard. Sem dúvida, um dos melhores rhythm ‘n blues desse ano.

Agora clique no link abaixo para baixar mais esse triplex, e seus doze minutinhos e cinquenta segundos. Baixou, descompacte e pronto.

TRIPLEX DE FIM DE ANO 3