O amor sempre é bem vindo! E as baladas também…

Nesta quarta-feira, vamos curtir um set com pouco mais de trinta e cinco minutinhos de lindas canções românticas, feitas pra sonhar e sentir…

Abrindo a divina GIVE A LITTLE LOVE FOR LOVE de 1985 com os Stylistics. Lembro como se fosse agora de como fiquei fascinado pela melodia quando ouvi pela primeira vez. Completamente vinda dos porões dos anos 60, essa pérola tem suavidade ímpar. Vale ser resgatada sempre…

Logo em seguida vem a versão de Prince pra BETCHA BY GOLLY WOW, que estourou em 96. O arranjo dessa versão compete com a original, mas os vocais de Prince muitas vezes me soam mais apaixonados. É uma das mais lindas canções que a mão humana já criou!

A terceira é arrebatadora e mágica! Little River Band foi uma banda que fez muito sucesso nos anos 70… A lindíssima REMINISCING veio ao mundo em 1978, mas ainda parece atual. O arranjo é doce e com uma sacada jazzística que conquista desde os primeiros acordes. Mais uma que trouxemos de volta pra nosso deleite e dos nossos ouvidos. Maravilhosa! E o refrão e seus backing vocals… Perfeita!

Depois temos mais uma clássica do Genesis, lançada em 1983. TAKIN’ IT ALL TOO HARD é umas balada madura e com uma amargura selada. Tocou muito naqueles programas de fim de noite oitentistas… Uma melodia linda com um arranjo singular. Não se fazem mais grupos como o Genesis!

A quinta é uma canção muito bonita do novo álbum de Daryl Hall… LIFETIME OF LOVE tem o gosto das velhas baladas de amor e prova que música boa ainda respira sem a ajuda de aparelhos. Prestem atenção nessa melodia pois é uma das mais tocadas aqui em casa atualmente. O refrão tem gosto bom!

Aí vem George Benson e a clássica KISSES IN THE MOONLIGHT que dispensa maiores comentários… Seguramente uma das melhores de 1985. Com sobra!

A antepenúltima é belíssima remix de HUMAN com o Human League HUMAN. Essa versão foi remixada por Rutger ”Rutti” Kroese para o DMC. E o melhor é que baseada na versão original. Essa canção de amor ainda funciona… Não tem validade vencida nunca.

A oitava é uma rara versão ao vivo pra ONE TO ONE com Carole King e a participação especialíssima do guitarrista Eric Johnson. Essa é mais uma das minhas favoritas! Gosto da letra, da melodia e de Carole King cantando! Mais uma canção da séria série ‘músicas de verdade’!

Fechando, o vocalista do grupo Johnny Hates Jazz, Clark Datchler, e sua versão apaixonante, simples e intimista de SHATTERED DREAMS. Feita pra almas como a nossa!

BALADAS 2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s