flag.jpg 

Mais uma sexta-feira… Aliás, sexta-feira é um dia em que música sempre cai bem… Esteja o clima que estiver, qualquer vitrolinha pode animar nosso happy hour…

Uma ótima pedida é curtir algumas preciosidades nacionais de classe A… Canções belas e que não tocam muito por aí…

Abrindo Pedro Camargo Mariano, com sua linhagem excepcional, e a lindíssima TEM QUE SER AGORA. Uma canção com um arranjo muito moderno, representando muito bem essa nova geração da nossa música. Os vocais do coro no refrão são lindos… Estamos decolando em 2001.

Seguindo vem a versão de Tavito pra clássica CASA NO CAMPO. Essa versão saiu no disco do cantor de 1979… Simples, mas muito bonita…

A terceira é de um cara que sempre curti muito… Jorge Ben (hoje Jorge Ben Jor) tem todo o suingue do carioca e sua música consegue vencer a barreira do tempo. Sua fase do início dos anos 80, a meu ver, é a melhor! Seu disco de 1981 tem a deliciosa KATARINA, KATARINA em seu ritmo de marcha black… Era uma das minhas preferidas pra cantar no banheiro… Volta e meia ainda volta à minha parada matinal…

A quarta é Tim Maia e a nostálgica CABEÇA-FEITA. Conheci essa música num especial de Tim em 1984… Acho que ela é do ano anterior… Era um show e nos créditos finais tocava CABEÇA-FEITA. Adoro a letra, repleta de duplo sentido… Gosto demais do arranjo, bem ao estilo carnavalesco e bem moderno pra época.

A próxima  é um clássico que dispesa comentários maiores… Ivan Lins e a divina DAQUILO QUE EU SEI. Uma letra pra pensar sempre e lembrar como a natureza humana é frágil… Deve ser por isso que viver é tão gostoso, apesar dos erros de percurso. Essa retrata muito bem a vida… Gosto demais e ouço sempre!

Lô Borges é um seleto integrante do Clube da Esquina… É o que mais aprecio. Sua musicalidade é muito característica e tem um aranjo bem peculiar, repleto de teclados e vocais reflexivos… Em nossa sequência surge a maravilhosa CLUBE DA ESQUINA Nº 2, com seu arranjo bucólico e que nos faz viajar para o final da década de 70. E pensar que coisas assim tocavam em rádio… E tocavam muito…

A próxima é uma canção do último disco de Tom Jobim em vida… Uma canção curtinha mas muito bonita. Nela Tom divide os vocais com sua filha Maria Luiza. Seria um testamento? Vamos esperar mais um pouco pra saber… Por enquanto, vamos nos deliciar com essa pérola de 1994.

A penúltima é uma dádiva da tecnologia. Leila Pinheiro e Gonzaguinha cantam juntos ESPERE POR MIM MORENA. Arranjos e vozes lindas em mais um clássico da nossa música. Acho muito marcante a subida de tom no arranjo pra comportar a voz de Gonzaga Júnior. Demais!

Fechando, vamos subir um pouco a batida com uma versão pra animar pistas européias de ÁGUAS DE MARÇO, com João Bosco, naquilo que seria de mais moderno em termos de música nacional, se levarmos em consideração a qualidade da melodia… Uma versão linda pra colocar a gente no clima de uma noite de sexta-feira.

Agora basta clicar no link abaixo, abrir a cerveja e embarcar… I hope you enjoy!

MÚSICA BRASILEIRA CLASSUDA

Um comentário sobre “RE-POSTAGEM: Música Brasileira Classuda… E que bom que hoje é sexta-feira!

  1. E ae Grande Ed, curti esssa sua seleção , bela sequencia , harmonicamente falando , a passagem de uma música pra outra, a mudança de uma música pra outra esta perfeita , e que legal o samba de Maria Luiza , é o nome de minha filhinha .
    Valeu Ed pelo bom gosto .
    Reinaldo Lima – Guarulhos .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s