mulher.jpg 

O Dia Internacional da Mulher é mais suave que qualquer outro… Pelo menos em nossas lembranças… É um dia dedicado à incrível natureza feminina que tanto atordoa o imaginário de nós homens…De mãe à namorada, todos nós amamos as MELHORES mulheres! Elas são o que de mais cheiroso Deus colocou ao nosso alcance… Sim porque as que estão ‘fora de nosso alcance’ só servem pra sonhar… Mas, pegar, amassar e beijar só quem está perto e cuida da gente! Todas as paixões afastam-se com os anos, mas a substância de nossa vida é a mulher. Todas as outras coisas são hipocrisias… Vivemos falando de esportes, política, negócios, e outras coisas, porém, enquanto isso, nossos corações estão cheios de lembranças de mulheres e da conquista delas…E nessa deliciosa guerra dos sexos, as mulheres têm duas armas: as lágrimas e os cosméticos…

batom.jpg

Nesse dia 8 de março vamos poder curtir mais uma big hour só com mulheres, ou com homenagens a elas… E, tenho que confessar, depois que gravei, tive a impressão de quê esse set era mais especial que os outros! Seria por causa das mulheres? Certamente…

Nossa seqüência de quase 62 minutos abre com uma das vozes mais lindas e aveludadas que conheço: Roberta Flack e a linda THIS TIME I’LL BE SWEETER, de 1980. Na verdade trata-se de uma regravação de uma canção da metade da década de 70 com Linda Lewis e que fez parte de trilha de novela da Globo. Gosto das duas versões, mas a voz de Roberta Flack só ela tem!

A segunda é uma versão de YOU NEEDED ME, com Anne Murray, que começa com um inspirador vocal infantil… Essa música é uma das baladas mais lindas que conheço. Ouço sempre… Em 2007 foi relançada com a própria Anne Murray e a participação de Shania Twain, num álbum de duetos da cantora que merece ser comprado.

Seguindo uma de minhas cantoras favoritas com o tema de uma de minhas séries de filmes favoritas: Carly Simon e o tema de 007 NOBODY DOES IT BETTER. Essa faixa tem um arranjo muito próprio da década de 70 e muito sentimental por isso… A voz de Simon é uma das que mais ouço aqui em casa… O melhor é saber que a canção favorita dela é EVERYTIME YOU GO AWAY, com a minha dupla favorita Daryl Hall e John Oates.

A quarta é a melhor canção de Sade Adu… YOUR LOVE IS KING estourou em 1984, mas conseguiu vencer a máquina do tempo e ainda toca muito ainda hoje. Segundo a cantora, é obrigatória em todas as suas apresentações…

Depois temos a ótima Meli’sa Morgan, cantando uma das músicas de Prince que mais gosto: DO ME BABY… Ainda lembro de quando a ouvi pela primeira vez, à época dos shows promocionais doa trilha e do filme Purple Rain. A faixa não faz parte de nenhum dos dois, mas é a balada mais bonita do cantor… A versão de Meli’sa Morgan tem uma levada muito própria do r&b da metade dos anos 80, num estilo que lembra muito as produções de Freddie Jackson… Ficou muito bonita e cai bem demais com um fim de tarde e um por de sol…

Então, temos Mônica e uma outra regravação de um dos charmes mais lindos já feitos: TELL ME IF YOU STILL CARE. Essa música foi lançada originalmente pela SOS Band e jamais terá uma versão mais bonita… Mas essa também é linda e tem muito da essência da primeira versão. É muito charmosa e tem a bela voz de Mônica. Estamos gora em 1995…

Fechando a primeira parte desse especial, uma música que tem uma história que prova o quanto ela é boa… Oleta Adams foi descoberta pelo pessoal dos Terás For Fears no final dos anos 80 e participou dos discos da banda até o início dos anos 90, quando lançou seu primeiro disco solo. Neste álbum havia uma música chamada EVERYTHING MUST CHANGE que fecha um dos lados do vinil que tem um dos solos de sax mais bonitos que meus ouvidos já ouviram… Lá pelos idos de 1993, um grande amigo-irmão, DJ Celso, tocava numa das boates locais chamada Saveiro’s… O estilo de Celso é o mais próprio de um disc jockey das antigas… A abertura da boate era com baladas até cerca de uma hora da manhã… Em muitas dessas aberturas eu chegava mais cedo e ficava tocando… Numa dessas noites de sábado, pus EVERYTHING MUST CHANGE enquanto Celso estava lá embaixo tomando um drink com Lú. Quando entrou a parte final dessa canção, o cara subiu na janela da cabine de som pra demonstrar o quanto tinha ficado boquiaberto com o solo de sax que fechava a canção… Deve ter sido tocado por uma mulher… Ou pensando numa!

boca.jpg

Deste ponto, partimos pras incríveis cantoras do Brasil… E a primeira é uma das que mais adoro: Gal Costa na versão acústica de SUA ESTUPIDEZ, uma das letras mais bonitas e fortes de Roberto Carlos… Essa versão tem um monte arranjo de cordas e uma interpretação que mostra todo o valor do Rei… Pena que só ele não tenha a melhor forma de prolongar essa fase tão produtiva…

Na seqüência temos a melhor música na voz de Rita Lee: SÓ DE VOCÊ! A letra é a melhor, somente comparada a COISAS DE CASAL, do Rádio Táxi… O arranjo é uma homenagem aos melhores momentos de Fred Astaire, e a dança coladinha, rosto a rosto… Em minha opinião é uma das clássicas da música pop brasileira… Estamos em 1982…

A nona é com a melhor cantora do mundo: Elis Regina… Sabe uma coisa curiosa: gosto do trabalho de Maria Rita, mas me soa muito como uma imitação da mãe… Tenho a sensação de estar vendo alguém forçar pra parecer uma outra pessoa… Elis era perfeita e emotiva como nenhuma cantora no universo conseguiu ser, e chegava a terminar de cantar determinadas canções aos prantos. Em nosso set, temos a maravilhosa bossa nova TRISTE, na versão lançada em 1978. Uma das coisas que mais me impressionava em Elis era a sutileza de alcance de sua voz e a naturalidade com que ela conseguia fazer isso… TRISTE é um grande exemplo que comprova que podemos comparar a voz de Elis a um instrumento com a melhor afinação. Linda, linda…

Seguindo uma outra voz oriunda dos porões da bossa nova, mas que sobreviveu… Nara Leão, no início da década de 80, lançou ótimos discos comerciais… Gravou muita gente boa, incluindo Rita Lee. AMOR NAS ESTRELAS é uma das músicas que mais me lembra o início dos anos 80. O teclado colocado no arranjo é a cara do que tocava na época. A letra tem nonsenses maravilhosas do tipo ‘vendo a lua dizendo pro sol eu sou tua namorada’… E pensar que coisas assim tocavam em rádio como hoje tocam todas essas baboseiras que se faz por aí… Saudade boa não tem idade!

A décima primeira de mais essa big hour é uma versão moderna e deliciosa de outro dos clássicos do pop rock nacional: Patrícia Marx e COMO EU QUERO. Eu adoro versões que se distanciam da original e conseguem dar uma outra visão da melodia… É o caso de COMO EU QUERO, que se aproxima perigosamente do drum ‘n bass, mas com muita classe!

A última das vozes femininas traz Fernanda Abreu e a deliciosa VOCÊ PRA MIM, de 1991. Fernandinha tem um trabalho de divulgação do charme produzido no Brasil que pouca gente tem. Aliada a ninguém menos que Memê, fez coisas ótimas e trouxe muito do rhythm & blues americano pra música pop tupiniquim… Essa versão de VOCÊ PRA MIM tem a brilhante influência do Soul II Soul… E só isso já vale o ingresso!

E eis que surgem dois ícones, e suas respectivas homenagens às mulheres, fechando esse especial com cheirinho de cangote perfumado… Eu sei que MULHER, com Erasmo Carlos, e WOMAN, de John Lennon, são as canções mais executadas nesse 8 de março, mas não podia ser diferente… Elas representam o que de mais sutil a pesada mão masculina fez pra essência feminina… E conseguem expressar todo o amor que devemos às mulheres de nossas vidas!

Como disse Oscar Wilde, as mulheres foram feitas pra serem amadas, e não compreendidas…

E Victor Hugo completa: “se Deus não tivesse feito a mulher, não teria feito a rosa”…

morde.jpg

Clique no link abaixo e aproveite essa sequência, junto com o dia 8 de março, pra lembrar de todas as mulheres que significaram amor em sua vida…

THE BIG HOUR IV (MULHER)

2 comentários sobre “A Big Hour IV é dedicada às mulheres… Um set bem cheiroso pra curtir!

  1. Ehh Grande EDDY so vc para fazer umas bela homenagem dessas a nossas queridas mulheres vou te confessar sem resta de duvida se estamos nesse mundo devemos a elas pois o mundo teria que ser delas essas mulheres maravilhosas pessoas que as quais encanto sempre..Olha sou um apaixonado por elas com todo respeito admiro..sempre…
    Se algum dia alguma mulher cair de uma ponte..eu não cairei com ela..mais estarei le embaixo para a pega-la…Prabens EDDY pela a bela homenagem e PARABÉNS para todas a Mulheres do mundo pelo 08 de março.

  2. grande Ed, mais do q maravilhosas postagens, adoro as q vc coloca com temáticas como essa. além da sensibilidade da música, vc tb consegue unir a emotividade do momento, tornando-o mais especial ainda. vlw d+!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s