liebrand.jpg 

O holandês Ben Liebrand fez história com seus imbatíveis minimixes e grandmixes anuais, na década de 80, na rádio Veronica de sua terra natal… Suas remixes são grandes referências ainda hoje por apresentarem novos arranjos para o original, conservando, porém, toda a mágica da versão inicial.

Existem canções que foram melhoradas graças às mãos mágicas de Ben. Um exemplo? DOLCE VITA com Ryan Paris, que ganhou uma leitura linda através do DJ. Outro exemplo? HUMAN do Human League. Mais outra: I CAN’T GO FOR THAT (NO CAN DO) de Daryl Hall & John Oates…

Liebrand nasceu em 1960 e em 1976 já dava seus primeiros passos com disc jockey. Em 1982 entra no showbusiness das remixagens, e no ano seguinte começa a produzir e veicular seus megamixes com inúmeros sucessos anuais… Durante 10 anos, de 1983 a 1993, passa a apresentar seu famoso In The Mix, sendo o primeiro DJ a ter um programa completamente mixado numa emissora de rádio.

Sendo referência pra muitos DJs, Liebrand foi um dos pioneiros na remixagem incluindo novos elementos à canção original. Atualmente se apresenta em turnês pela Europa, além ainda remixar versões pra muitos artistas.

Seu site oficial apresenta uma programação visual muito bonita. Aliás, esta é uma outra área que o DJ trabalha muito bem… As capas de suas coletâneas são muito bem elaboradas e trazem muita modernidade que combina elementos sonoros com cores fortes.

Desde os anos 80, lembro bem, Liebrand é considerado um gênio das remixes. Suas versões são muito artesanais onde o cara criava ou adaptava equipamentos pra obter efeitos exclusivos.

Que tal curtimos um pouco das versões de Ben Liebrand num set exclusivo do blog?

A primeira é uma versão lançada em 1991 pra I CAN’T GO FOR THAT (NO CAN DO), com Daryl Hall & John Oates… Uma remix linda e muito dançante. Tenho um amigo que estava no Rio de Janeiro quando esta versão foi lançada – o grande DJ Celso. Ele contou que vinha andando por uma das ruas quando, com o ouvido colado nos fones do walkman, a Transamérica FM toca essa maravilha. Ele ficou alucinado e foi até a loja de Memê. Chegando lá, perguntou ao próprio se ele tinha esta versão, e foi informado que não mais. O detalhe curioso: baseado nessa referência, Memê apresentou a ele algumas outras músicas tão maravilhosas quanto, e que prova que música boa é uma referência valiosa pra quem curte música boa… Se é que vocês me entendem!

Seguindo, uma versão linda pra HUMAN do Human League. Os detalhes de teclados e percussão, característicos de Ben, estão muito presentes nessa outra preciosidade. Uma das melhores canções de 1985, numa versão impecável… Adoro as paradinhas que Ben Liebrand arranja no refrão… Muito curtida lá em casa!

A terceira é uma de minhas músicas favoritas… Luther Vandross e a imbatível NEVER TOO MUCH. Essa canção por sí só já é perfeita… Então, imaginem uma remix incrível de uma música perfeita?! Vamos passar mal juntos!

Fechando esses pouco mais de 27 minutinhos com pérolas montadas por Ben Liebrand, pus outra de minhas canções favoritas. A versão original de DOLCE VITA foi lançada em 1984 por Gazebo e também por Ryan Paris. Apesar de curtir demais Gazebo, em se tratando de DOLCE VITA, prefiro a gravação de Ryan Paris. E em se tratando de remixes da versão de Ryan Paris, a versão Minimix de Liebrand, lançada em 1991, é linda. Sou verdadeiramente apaixonado pelo piano que é tocado na introdução dessa versão, além do rap lindo que surge no meio e no final… Estejam certos de que viajo muito ouvindo essa versão…

Viva Ben Liebrand!

ESPECIAL DO BLOG – BEN LIEBRAND

5 comentários sobre “Se houver um mago das remixes, esse cara se chama Ben Liebrand! E que tal curtir um pouco de sua mágica numa seqüência especial?

  1. Já baixei e já ouvi , muito bem produzidos esses mixes, são versões que nunca tinha ouvido .
    Minhas favoritas : Luther Vandross e a Dolce Vita .
    Obrigado , Grade Ed , e até mais ,
    Reinaldo Lima

  2. Ed, Ben Liebrand tem tanta coisa marcante que você precisaria de um módulo de uns 1.000 minutos pra dar uma idéia do quanto é enorme sua influência.
    Muita gente que faz sucesso ainda hoje em dia se inspirou nele.
    Muito merecida a sua lembrança, e ainda com quatro grandes remixes.
    Muito bom mesnmo.

  3. ed, tenho um monte de versões de ben liebrand.
    desde os anos 80 sou um fã do cara.
    valeu muito pela sua homenagem.
    o cara mata a pau.

  4. Acabei de ouvir!
    Adorei o set!
    Show mesmo!

    Agora retornarei sempre por aqui para ver estas pérolas, que hoje graças a internet podemos ter e compartilhar!
    abraço!

  5. Ed , vc teria no seu acervo o minimix que o Ben criou do Wild Cherry e Mai Tai , Play that funky History , ficou sensacional . Não consegui ainda com boa qualidade de algum cd original dele . Abs. GS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s